We’re half-awake in a fake empire

A crítica coloca-os nos píncaros e os amigos fazem comentários entusiásticos. Ouvimos uma coisa aqui e ali e tiramos as medidas: é suficiente para comprar sem ouvir. Então compramos o disco (sim, ainda não me adaptei àquela coisa de comprar faixas no iTunes) e ouvimo-lo. O entusiasmo não acontece. Mais um disco agradável mas que não nos agarra. Tindersticks com laivos American Music Club e nem um “lá lá lá lá” no refrão para cantarolarmos no trânsito.

Eis que disco se instala no CD do carro e, por preguiça, se vai mantendo. Primeiro como alternativa a certas músicas da rádio. Até que depois… porque sim. Porque ganha vida própria. Porque revela subtilezas até então despercebidas. Porque os temas encaixam uns nos outros e aquela sonoridade começa a ficar-nos na cabeça prolongando-se por muito mais tempo, muito mais tempo, muito mais tempo. E, ao fim de umas horas, ainda cantamos em surdina: “you might need me more than you think you will” (Brainy). O disco chama-se, “The Boxer” e eles, The National. Escrevem e cantam coisas como este “Fake Empire” (o tema do video do inicio deste post):

  

“Turn the light out say goodnight

no thinking for a little while

lets not try to figure out everything at once

It’s hard to keep track of you falling through the sky

we’re half-awake in a fake empire”

 

Anúncios

Etiquetas: ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: